– Vídeo da Semana (5)

25 de outubro de 2009

Essa semana, um vídeo fez muiito sucesso. O do Renan, o dow. O menino completamente ocupado, fez um vídeo mostrando como seria as risadas no msn, tipo “asuhaushuahs“, “ksoaksokaoskoas“.

Cara, isso dá medo. ‘-‘ Ele teve ter algum problema mental ou todos, sabe? Só pode.

Hello world!

22 de outubro de 2009

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!

– Como Colar em Provas

22 de outubro de 2009

GLOSSÁRIO:

COLANTE: Aquele que cola;

COLADO: Vítima do colante, na maioria das vezes ele também ajuda na hora da cola;

OTÁRIO: Fiscal ou professor que nem percebeu que você estava colando;

BURRO: É você quando o OTÁRIO te pega colando;

!&¨%!&@(!# : Algumas palavras que você vai dizer quando for pego;

ENCRENCA: O significado você vai saber depois que for pego;

FUDIDO: Jeito que você vai ficar depois de ser pego;

TIPOS MAIS SIMPLES DE COLA:

MÉTODO OLHÃO: Na hora da prova, como se você fosse a pessoa mais inocente do mundo, meio sem querer, deixe seu olho escorregar “inocentemente” por sobre a cola do vizinho, é importante lembrar que para isso você precisa ter uma boa memória para decorar pelo menos metade da prova.

MÉTODO BORRACHA: Esse é o método mais popular e talvez o mais usado. Consiste em; Usa-se uma borracha Faber-Castell verde, nela copia-se tudo o que der da prova e então passa-se para o COLANTE;

BORRACHA MÃO-EM-MÃO, OLHO-EM-OLHO: A borracha vai passando de mão-em-mão até o colante destinatário, e nesse percurso também passa de olho-em-olho por todos o que nela pegaram;

BORRACHA VOADORA: A borracha sai “voando” de um canto a outra pela sala.

BORRACHA CORREDORA: A borracha “corre” por entre as carteiras até chegar ao destinatário.

MÉTODO PAPEL: Semelhante o da borracha, porém com um papelzinho.

MÉTODO DO RESUMO-AMIGO: O colante deve fazer um resumo da matéria correspondente e “esquecê-lo” debaixo da carteira;

MÉTODO NO CORPO: Copia-se o que puder (e o que não puder também) da matéria nas mãos, antebraços, braços, cotovelos, ombros, coxas, panturrilhas, pés, virilha , nádegas, etc. e faz-se algumas consultas na hora da prova. (chamado também de MÉTODO DO DESESPERADO. Porém não o aconselho a usá-lo, pois se você errar na hora de escrever,não vai entender nada KKKKK…)

TIPOS MAIS ARRISCADOS DE COLA:

SINALIZADOR: COLANTE e COLADO combinam em inventar um alfabeto (semelhando o dos surdos), para discutirem questões vitais na hora da prova sem que não atrapalhe a concentrações de ninguém, é claro. Muito usado com longas distâncias. Esta o Cretino já usava na 5a. série…

PÉZÃO: Semelhante ao SINALIZADOR, porém utiliza-se os pés para sinalizar e com distâncias mais generosas.

COMO COLAR:

1. Arranje um COLADO para você;

2. Reze para que um OTÁRIO bem OTÁRIO aplique sua prova;

3. Escolha um método que você mais se identifique;

4. Não sente do lado de nenhuma garota bonita, há risco de desconcentração na hora mais vital da cola;

5. Não assobie;

6. Não encare muito o professor;

7. Relaxe; Mas não tanto;

8. Não coce o saco, essa é uma atitude muito suspeita;

9. Certifique-se que o professor não esteja prestando atenção;

10. Ponha o plano em prática;

11. Cole, cole e cole até não poder mais. Depois cole de novo só para ter certeza;

11. Tente entregar a prova antes do COLADO, assim vai parecer que ele colou de você;

12. Depois disso, devido a seu grande esforço intelectual, faça pipi e vá para um boteco beber uma gelada pois ninguém é de ferro;

O BIOTIPO DO BOM COLADOR:

Após muitos estudos e pesquisas, a PUM-BVM (Pontifícia Universidade Manjada da Boa Vida Mansa) conseguiu traçar o perfil do Bom Colador Brasileiro veja se você se encaixa nele:

– Uma pessoa que parece normal, porém exibe uma incrível capacidade mental para memorizar, perguntar ao professor, faz bastante anotações, só que na hora da prova leva sempre aquelas famosas COLAS e coloca atrás da prova!

– Olhos de águia, com os quais é possível enxergar a distâncias enormes as mais pequenas letras de todos os tipos de NERDS;

– Dedos calejados de tanto preencher os cartões de respostas depois das provas;

– Sempre usa camisas de mangas comprimidas, uma grande aliada na hora da prova;

– Olhar sempre atento para colados vacilões;

– Super Audição para evitar fiscais e professores indesejados por perto;

– Capacidades extra sensoriais, principalmente quando se comunica com outro bom colador;

– Caso você não tenha os esquemas para a prova e nem estudou pra ela. Nesse caso você tem duas opções:
Primeira: Você é um grande vagabundo que não está nem aí pra nada. Então você não tem que se preocupar com nada, de preferência nem vá fazer a prova que isso só vai encher o seu saco…
Segunda: Você está numa situação desesperado, você é um “sem futuro”, irresponsável que pensa que vai se dar bem sem estudar ou sem colar, então:
· Pode se desesperar que é certo que você não vai passar.
. Vá a Igreja, templo, sinagoga, mesquita, terreiro de macumba ou uma tenda mais próxima e reze muito!!

Outro método:

Ingredientes:

-1 lápis
-1 colega que sabe tudo

Preparo:

Combine com o colega que sabe tudo um “código morse”, o que eu uso é assim:
-Bata com a ponta do lápis na mesa para indicar o número da questão.
Ex.: Questão 8, bata 8 vezes.
-Quando terminar bata com o lápiz na horizontal na mesa, assim pedindo a resposta da questão
-Só funciona com questões objetivas
-Se for a questão 15, ou mais… Aí fodeu😀
-Então seu colega responde com o lápis:
1 Batida para A
2 Batidas para B
3 Batidas para C
4
Batidas para D
E assim sucessivamente.

By: Gabriel, aqui no Paraibano Voador.

– 12 coisas pelas quais você, mulher, não deve pedir desculpas

22 de outubro de 2009
A lista a seguir é para você, moça educada e boazinha, que vive preocupada em agradar, ser politicamente correta, não incomodar… Anote aí: isso é uma roubada. Imponha-se!

Não há nada mais justo (e polido) do que se desculpar depois de ter feito algo errado. Agora, viver pedindo perdão — até mesmo a alguém que pisa no seu pé ou ao garçom que derruba café no seu colo — é demais. Se você anda agindo dessa forma, fique esperta. Esse mea-culpa crônico não significa excesso de boas maneiras nem de bondade, mas, sim, que você é uma garota que não defende o seu espaço e é programada para agradar aos outros. Com esse jeito de ser, só tem a perder. Primeiro porque deixa a espontaneidade de lado e segundo porque acaba virando um saco de pancada. Disposta a mudar? Então, nunca peça desculpas por…

1. Paquerar descaradamente

Da próxima vez que um supergato cruzar o seu caminho, não se intimide nem faça o gênero sonsinha. Olhe para valer, aposte no seu poder de sedução e deixe claro que está interessada. Com certeza ele vai ficar lisonjeado e sentirá mais firmeza na hora de se aproximar.

2. Experimentar roupas em uma loja caríssima

Você vê uma blusa linda na vitrine, mas fica com vergonha de entrar na loja só de ver o jeito arrogante da vendedora? Deixe de ser boba e pare de ter medo de cara feia. Afinal, ninguém sabe quanto você tem na carteira e vendedores estão ali para servir

3. Transar no primeiro encontro
Desde que você use camisinha, esteja um tanto quanto sóbria e se considere adulta o suficiente para ser responsável por seus atos, por que não? Alexandra, de 24 anos, concorda: “Não costumo dormir com todo cara que conheço logo na primeira noite, mas, quando bate aquela vontade, coloco os tabus de lado e me entrego ao momento”.

4. Ser muuuito sincera com suas amigas quando elas estão passando dos limites

Você é a primeira pessoa a elogiar o namorado e o novo corte de cabelo delas, não é? Então não deixe de apontar também as mancadas. Se elas estiverem saindo com um cara nada a ver, traindo o namorado ou prejudicando um amigo, fale mesmo.

5. Dispensar um cara por um motivo banal

Não perca seu tempo tentando se convencer de que um defeito dele não é um grande problema, quando na verdade a coisa incomoda muito você. “Namorava um moço que tinha muitas qualidades — era bonito, espirituoso e bem-sucedido —, mas parecia uma hiena quando ria”, conta Lisa, de 23 anos. “Eu fazia de tudo para não falar nada engraçado e assim me poupar do seu riso estridente. Terminei.”

6. Usar calcinhas grandes
Não abra mão do seu bem-estar lá embaixo e, sempre que quiser conforto, use uma underwear de algodão bem larguinha e macia. Deixe as tangas fio-dental para ocasiões especiais.

7. Sentir-se atraída por outro enquanto estiver envolvida numa relação
Janaína, de 25 anos, conta: “Eu acho o meu vizinho lindo, maravilhoso, tudo de bom e, às vezes, me pego tendo fantasias com ele. Nem por isso me sinto culpada. Mesmo porque também não sei o que se passa na cabeça do meu namorado”.

8. Despertar a inveja em outras mulheres ao usar uma roupa justa e sexy que deixa você muito gostosa e atraente.

9. Ganhar mais do que o seu namorado

Você é uma vencedora que conseguiu alcançar o que as mulheres procuram há anos: direito a salários tão bons quanto os dos homens. Por isso, nada de ficar envergonhada da sua superioridade financeira. “No começo, eu não mostrava os extratos bancários ao Eduardo, que é artista”, diz Carla, de 26 anos, “e fingia que estava quebrada. Quando ele descobriu, ficou possesso. Pensou que eu o considerava um interesseiro.”

10. Pedir o que quer na cama

O sexo vai ficar muito mais prazeroso se você disser o que gosta que ele faça durante a transa. E não precisa se intimidar. Os homens preferem ouvir da boca de uma mulher o que a satisfaz de verdade para agir com mais segurança entre lençóis.

11. Pedir uma definição ao gatinho com quem está saindo há mais de um mês

Se você quer compromisso e ele nem toca no assunto, é bom dar uma chamada no moço com a pergunta clássica: “É namoro ou amizade?”

12. Desligar

Tirar o telefone do gancho, não atender o celular, fechar os olhos e mergulhar no seu mundinho interior… Ficar incomunicável por algum tempo faz bem. Claudia, 30 anos, é uma adepta dessa prática: “Depois que faço isso, fico relaxada e não me irrito facilmente com as pessoas que me perturbam”.

– 48 carros super grafitados

22 de outubro de 2009

Uma lista de carros com grafites únicos ou não.

Veja:

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

car  Graffiti

Alguns são muiiiito MARA, outros nem tanto.

By: Luh, aqui no Blog Phenomenon Brasil.

– Fotos incríveis de aranhas

22 de outubro de 2009

O bicho que eu mais odeio é aranha. Eu morro de medo, massss as vezes é preciso fazer sacrifícios belo blog. ‘-‘ Veja fotos de algumas aranhas “exóticas usando a tecnologia macro.

cute animals spiders (14).jpg
cute animals spiders (15).jpg
cute animals spiders (16).jpg
cute animals spiders (17).jpg
cute animals spiders.jpg
cute-animals-spiders-2 (1).jpg
cute animals spiders (3).jpg
cute animals spiders (4).jpg
cute animals spiders (5).jpg
cute animals spiders (7).jpg
cute animals spiders (9).jpg
cute animals spiders (10).jpg
cute animals spiders (11).jpg
cute animals spiders (12).jpg
cute animals spiders (13).jpg

AKPC_IDS += “837,”;

Fofas“.

By: Não diz ‘-‘, aqui no RalSJ.

– Fórmula 1: Evolução da Ferrari

22 de outubro de 2009

//DESCULPA PELO TAMANHO DO POST G.G

A F1 é o laboratório de testes dos gigantes do mercado automobilistico. Mercedes-Benz, BMW e Ferrari investem milhões (acho que Bi) para aprimorar o desempenho e durabilidade de motores, pneus (em parceria com empresas como Bridgestone e GoodYear), combustível, etc… e transferem parte dessa tecnologia para os automóveis de passeio.

E junto com as inovações que fazem os carros andarem, também vão as tendências visuais, design. E o design que faz toda diferença quando o assunto é aerodinâmica, também evoluiu junto com a potência dos motores. Confira tal evolução nos carros de F1 da Ferrari em quase 60 anos de história:

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

01

x

x

x

x

x

x

x

x

x

09

Espero estar vivo para ver o próximo período da evolução que deve ter um resultado semelhante ao do designer Vincdesign. Segue abaixo.

evolucao1

evolucao2

By: Não diz ‘-‘, aqui no Super Comentário.

– Honda CB 500 Tuning da Double X Bike Tuning

22 de outubro de 2009




O mecânico Cleber Pagotto de Morais, de 26 anos, a fim de mostrar tudo de que é capaz, decidiu, em 2004, montar uma moto que superasse tudo que ele já tinha visto até então. Algo que mostrasse onde ele poderia chegar e o que ele poderia criar, fazendo de sua moto um cartão de visita de sua oficina de personalização, a Double X Bike Tuning.

Apaixonado por motos desde criança, e fã das motos de velocidade, o jovem mecânico adquiriu sua moto já com a intenção de deixá-la completamente diferente do original. No momento da compra, a moto se encontrava em péssimas condições, devido a um acidente que havia sofrido, sobrando inteiros só o tanque, quadro, motor e rodas.

A primeira coisa a ser trabalhada foi o motor, que já apresentava desgaste e vários ruídos que mostravam uma frágil saúde. Praticamente reconstruído, o propulsor recebeu pistões gringos Wiseco e bielas forjadas que permitem maus tratos sem perder a linha. Pensando numa melhor performance, Cleber caprichou na receita: os comandos foram trabalhados, e foram instalados kit de carburação Dyna Jet estágio 5, filtro esportivo K&N, sistema de escapamento e ponteira esportivos e um cdi de Blackbird XX que corta dois mil giros acima do limite original.

A CB foi colocada à prova em dinamômetro e chegou aos incríveis 76 cavalos. Se levarmos em conta que uma moto original já tem um bom desempenho, com a potência elevada então, sem comentários. Mas o que dizer de tudo isso e mais uma injeção de nitro? Insanidade? Talvez não, afinal só experimentando a sensação da adrenalina para entender alguns atos. Segundo o preparador e dono da máquina, quando injetado o “gás do riso”, a potência beira os 87 cavalos. Sejamos francos, isso sim é um cartão de visita.

By: Não diz ‘-‘, aqui no Falando de Motos.

– Vídeo da Semana (3) e (4)

18 de outubro de 2009

Domingo passado vocês ficaram sem vídeo, né?! Aonde eu tava, nem internet tinha. 😥 Por isso, essa semana vocês teram 2 vídeos, pra compensar do que não teve semana passada.

Vídeo 1:

Essa semana, rolou na internet e televisão, um vídeo de um bebê que quase dançou. Por pouco ele não tem uma morte horrivel. Ele deu sorte do carrinho cair bem no meio dos trilos. Veja o vídeo:

Vídeo 2

Esse vídeo é de um Coreano que parece ser feito de borracha. O cara virou sensação no concurso e esse vídeo, que eu to postando aqui existe vários outros, teve mais de 120 Milhões de exibições.

Domingo que vem tem mais, pessoal.

– A água da chuva é potável?

17 de outubro de 2009

Depende. “Em uma cidade grande, a chuva tem vários contaminantes. No campo e nas florestas ela é mais limpa”, diz a química Adalgiza Fornaro, da USP. Mas não existe chuva pura, composta só de água, em nenhum lugar do mundo. A razão é simples: quando as gotinhas se formam, elas reúnem um pouco de tudo o que está na atmosfera ao redor. Assim, o coquetel chuvoso tem água, é claro, mas também partículas sólidas e gases que ficam em suspensão. “A chuva do campo costuma ser rica em cálcio e potássio vindos do solo. No litoral, os temporais devolvem o sódio que evaporou com o sal da água do mar.” Nas cidades, é mais perigoso.
Para se ter uma idéia, a chuva em São Paulo contém os seguintes venenos: amônio (que vem da amônia, substância produzida em processos de decomposição, inclusive aqueles ligados ao metabolismo de seres vivos), nitrato (resultante da emissão de óxidos de nitrogênio pelos escapamentos), sulfato (originado dos óxidos de enxofre lançados com a queima de combustíveis), ácidos fórmicos e acéticos (que vêm dos hidrocarbonetos, também liberados pelos carros). Pior: quando a chuva cai, minúsculos grãos de poeira e de fuligem (aquela fumaça preta) ou até mesmo vírus e bactérias podem vir de carona nas gotas. E esse drinque faz mal? Bem, se eu fosse você daria preferência a um suco de frutas… Mas, em último caso, beber água de chuva não traz grandes riscos à saúde. “Esses poluentes prejudicam mais o nosso sistema respiratório que o digestivo. Ou seja, o problema mesmo está no ar que respiramos. A chuva, afinal, ajuda a diluí-los“, afirma Adalgiza.

Veja o que tem na chuva de São Paulo:

Nitrato
Concentração (em cada litro) – 0,97 mg
Origem – Poluição (queima de combustíveis)

Sulfato
Concentração (em cada litro) – 0,83 mg
Origem – Poluição (queima de combustíveis)

Ácido fórmico
Concentração (em cada litro) – 0,79 mg
Origem – Poluição (queima de combustíveis/plantas)

Ácido acético
Concentração (em cada litro) – 0,54 mg
Origem – Poluição (queima de combustíveis/plantas)

Amônio
Concentração (em cada litro) – 0,50 mg
Origem – Decomposição orgânica

Cálcio
Concentração (em cada litro) – 0,22 mg
Origem – Partículas de solo

Potássio
Concentração (em cada litro) – 0,14 mg
Origem – Partículas de solo e queimadas

Sódio
Concentração (em cada litro) – 0,08 mg
Origem – Água do mar

Magnésio
Concentração (em cada litro) – 0,04 mg
Origem – Água do mar/Partículas de solo

Cloreto
Concentração (em cada litro) – 0,03 mg
Origem – Vapores marinhos/Queima de lixo

É gente, hoje em dia… nem chuva serve mais.

By: Décio Escoba, aqui no Dom Escobar.